top of page
  • Foto do escritorKika Mesquita

Há 37 anos, o Tears for Fears lançava o clássico álbum "Songs From The Big Chair"


Foto: Reprodução / Getty Images

Em 25 de fevereiro de 1985, a dupla britânica Tears For Fears lançava seu segundo álbum, “Songs From The Big Chair”, um marco na carreira do duo inglês formado por Curt Smith (vocal e baixo) e Roland Orzabal (vocal e guitarra). O disco apresentou ao mundo clássicos como "Shout", "Everybody Wants To Rule The World" e "Head Over Heels".

"Everybody Want To Rule The World" foi o primeiro single do álbum nos Estados Unidos e se tornou um clássico pop quase instantâneo, apesar de seu tema sombrio. “O conceito é muito sério”, disse Curt Smith, do grupo. "É sobre todo mundo querendo poder, sobre a guerra e a miséria que isso causa." A sequência, "Shout", que ostenta os benefícios dos gritos primitivos para aliviar a dor emocional, também atinge o primeiro lugar. O sucesso de “Songs From The Big Chair” torna Tears For Fears um nome familiar em todo o mundo e cala os críticos cruéis de sua terra natal.

Outro sucesso do álbum foi "Head Over Heels", que também estourou nas paradas ao redor do mundo.

A dupla se estabeleceu como hitmaker no Reino Unido. Dois anos antes, seu álbum de estreia, The Hurting, chegou ao topo da parada britânica e o single "Mad World" chegou ao terceiro lugar na parada pop.

O título do segundo álbum da dupla foi inspirado no filme Sybil, de 1976, que conta a história de uma mulher com múltiplas personalidades e revela seu verdadeiro eu na segurança da poltrona de seu psiquiatra. Smith diz que o título é "meio que 'seu' para a imprensa musical inglesa que realmente nos irritou por um tempo. Somos nós agora, e eles não podem mais nos atingir".


Comentários


bottom of page