top of page
  • Foto do escritorKika Mesquita

The Town 2023: Festival abre as portas pela primeira vez em evento-teste


the town são paulo brasil
Foto: Reprodução / Divulgação

Foram mais de dois anos de sonhos, planejamentos, encontros e reencontros e enfim, o novo sonho está de pé! Quase 40 anos depois da primeira edição do Rock in Rio, lá em janeiro de 1985, a cidade de São Paulo, que respira arte e cultura, uma cidade plural e efervescente, agora ganha um festival para chamar de seu. Nasce o The Town, que já conquistou o título de maior festival de música, cultura e arte de São Paulo. E, para garantir que tudo está preparado para a grande abertura dos portões no próximo sábado, 2 de setembro, a Cidade da Música recebeu equipe, familiares e convidados nesta quarta-feira, 30 de agosto, no evento-teste que antecede a abertura oficial. O The Town estreia na grande metrópole no dia 2 de setembro de 2023, e segue durante os dias 3, 7, 9 e 10, no Autódromo de Interlagos. O novo festival já se posiciona como um evento de grande relevância, não apenas para a capital paulista, como também para todo o Brasil. Com mais de 235 horas de música, o The Town tem em seu line-up grandes nomes da música mundial como Post Malone, Bruno Mars, Maroon 5 e Foo Fighters. O evento-teste mostrou a Cidade da Música pronta para receber meio milhão de pessoas que vão passar pelo festival durante os cinco dias de evento. Na tarde de hoje, os convidados presentes puderam aproveitar os brinquedos, conhecer a gastronomia do evento, incluindo a Market Square, um ambiente climatizado assinado pelo renomado Chef Alex Atala. A Market Square trará os sabores de São Paulo em uma comida mais sofisticada que passeará por cada uma das emblemáticas áreas paulistanas. Os visitantes puderam conferir em primeira mão a cenografia dos palcos, assistir à apresentação de cenas do “The Town O Musical”, além de estar presente no primeiro casamento oficial do The Town. A música também esteve presente por meio das apresentações de Luccas Carlos e Veigh, no Factory; de Luciana Mello e Annalu ao lado da São Paulo Big Band, na São Paulo Square; de ODDjs aka Davis x Vermelho x Zopelar no New Dance Order; e o cantor Matuê, no Palco The One. O Skyline foi palco de um grande ensaio de luzes e show pirotécnico, que emocionou todos os presentes. A imprensa se reuniu na Área VIP para a coletiva oficial do The Town, que antecedeu a abertura de portas para o evento-teste. A cerimônia contou com o prefeito da Cidade de São Paulo, Ricardo Nunes, o Presidente e Criador do Rock in Rio e The Town, Roberto Medina, a vice-presidente Reputação e Marca da Rock World, Roberta Medina, Mauro Homen, Vice-presidente de Sustentabilidade e Assuntos Corporativos da Heineken e, Kalyne Lima e Mácio Lima, Presidente e Vice-presidente da CUFA, respectivamente. Roberta Medina apesentou os detalhes do festival e falou sobre a expectativa para esta primeira edição histórica. “O Roberto sempre relembra da emoção de colocar de pé o Rock in Rio de 1985. Agora, podemos viver o mesmo sentimento com a primeira edição do The Town. Um festival que começamos a criar em 2020 e que agora, três anos depois, vemos montado com toda essa estrutura linda, numa venue confortável para o público e que certamente trará memórias inesquecíveis para quem pisar aqui pela primeira vez. É realmente muito emocionante e não vemos a hora de ver a Cidade da Música cheia de gente. Vamos viver dias mágicos e estamos muito felizes por ter vocês aqui para nos ajudar a escrever a nossa história”, celebra. Márcio Lima, Vice-presidente da da CUFA, comentou: “Hoje a CUFA está presente em mais de cinco mil favelas em todo Brasil. Aqui em São Paulo, CUFA já mobilizou mais de 750 favelas. A gente organiza o maior campeonato de favelas do mundo, mas não é apenas para revelar jogador de futebol, é para formar pessoas, formar cidadãos. E quando a gente fala de legado é exatamente isso. Eu espero que no próximo festival, além de vocês da imprensa fazendo aqui a cobertura, tenham mais jovens de favela, mais meninas na produção”. Já Kalyne Lima, Presidente da CUFA, falou sobre o valor dessa profissionalização. “É uma alegria falar sobre a importância do que estamos fazendo. Eu sou da área de audiovisual e sei da importância que esse mercado representa, do quanto inovador e inédito é esse projeto. Com Instituo Heineken, em parceria com a CUFA e o The Town, nós vamos qualificar 60 jovens, oriundos de favela para trabalhar com inteligência artificial no mercado audiovisual”, conta. Roberto Medina fechou a coletiva falando sobre o projeto Favela 3D. “A gente descobriu que 90% das favelas do Brasil têm menos de 500 famílias, tendo menos de 500 famílias, a gente consegue resolver. Tem jeito! Isso que estamos fazendo na Favela do Haiti é uma pequena amostra”, conclui. Cidade da Música: seis palcos e programação para além da música O festival ocupa uma área de 360 mil m2, com seis palcos, um espetáculo musical e uma gastronomia de dar água na boca. A Cidade da Música abriu no evento-teste deixando um gostinho do que vem por aí. Os convidados se divertiram nos brinquedos gigantes e radicais e que trazem uma atmosfera de parque diversões para o local. O espetáculo musical também foi destaque do dia. A produção inédita “The Town - O Musical”, concebida exclusivamente pelo time criativo de The Town — um “Originals” —, teve apresentação de algumas cenas na Cidade da Música. O público se manteve compenetrado durante todo o tempo, ansiando pela história de um músico do interior de São Paulo que, ao ver na TV o anúncio de um novo festival, decide fazer as malas e embarcar em uma jornada pessoal, cultural e artística que o leva pelos diferentes bairros, ruas e cenários da capital, explorando cada recanto e cada ritmo que compõem a diversidade cultural paulistana. Serão quatro apresentações por dia, ao longo dos cinco dias de festival. O público permaneceu animado durante toda a tarde recheada de experiências. Memórias foram criadas hoje! Um dos locais mais charmosos e concorridos para cliques, selfies e totalmente “instagramável” do irmão carioca do The Town, o Rock in Rio, desembarcou diretamente na Cidade da Música – a Rota 85 e encantou o público. O espaço é dedicado ao ano que o Rock in Rio ganhou vida, 1985, e colocou o Brasil na rota dos shows internacionais, e está em total sinergia com o The Town, que realiza sua primeira edição. No local, fica a já conhecida capela Chilli Beans, que celebra casamentos e o amor. Hoje foi oficializada a primeira cerimônia do The Town – certamente um dia que ficará para a história dos noivos. A cenografia dos palcos Skyline, The One, São Paulo Square, Factory e New Dance Order chamaram atenção dos convidados e destacaram toda a magia da nova Cidade da Música. No Skyline, arranha-céus da cidade foram a grande inspiração para a composição do visual. Já no The One, placas metálicas combinadas a 39 telões de led dão o tom do novo palco, que contou com apresentação de Matuê e colocou todo mundo para dançar. O palco Factory, inspirado nas antigas fábricas da metrópole, estará dedicado a cultura urbana e os fãs puderam conhecer, em primeira mão, os famosos “tijolinhos” da fachada. Os cantores Luccas Carlos e Veigh fizeram sua passagem de som no espaço. A São Paulo Square, que chegou para refletir os prédios icônicos da arquitetura da cidade em sua cenografia, contou com a apresentação da cantora Luciana Mello e de Annalu na companhia da São Paulo Big Band, além de Jesuton para levantar o público do The Town. Diretamente do Rio de Janeiro, o espaço dedicado à música de pista e multiculturalidade de São Paulo, o New Dance Order, já com os 350m2 de leds instalados, contou com a passagem de ODDjs aka Davis x Vermelho x Zopelar, aquecendo as picapes para o palco com um setlist repleto de sucessos, além de um teste de conteúdos visuais de tirar o fôlego dos amantes da música eletrônica. Fechando a noite em grande estilo, o The Town preparou um espetáculo pirotécnico no Palco Skyline junto com um teste de luz que iluminou a Cidade da Música. Pela primeira vez, o público sentiu o gosto de como será o novo festival The Town. Público pode conferir grade de shows no aplicativo do The Town Logo em sua primeira edição, o The Town receberá 500 mil pessoas e conta com mais de 235 horas de música, divididas nos seis palcos que vão compor a Cidade da Música junto com diversas outras opções de entretenimento. Para viver a fundo toda essa experiência, o público já pode começar a se preparar e se programar por meio do aplicativo oficial do The Town. A partir de hoje, os fãs já conseguem acessar a grade de horário de shows que acontecem no festival. “Para aproveitar ao máximo as atrações, é preciso chegar cedo e se planejar. Com o aplicativo, o público terá toda a programação no detalhe e com fácil acesso, podendo se organizar da forma que desejar para aproveitar a programação intensa de 12 horas por dia, começando as 14h e se encerrando as 2h. Vamos erguer uma verdadeira cidade que vai ocupar 360 mil metros quadrados do Autódromo de Interlagos, proporcionando experiências inesquecíveis para os fãs, por isso, incentivamos o público para que se organize com antecedência por meio do aplicativo, criando seu próprio guia do que fazer na Cidade da Música, e chegue cedo para aproveitar ao máximo cada momento memorável neste lugar que será mágico”, conta Roberta Medina. Por meio do aplicativo oficial, o público terá acesso a todos os detalhes sobre atrações, palcos, espaços, acessibilidade, brinquedos, stands de patrocinadores, transportes para o festival, entre outras experiências na Cidade da Música. O app contará com um mapa em realidade aumentada, produzido pela Context, que ajudará o público a se localizar no gramado do festival. Basta fazer o download – disponível para os dispositivos com os sistemas operacionais IOS e Android – e liberar o acesso à câmera. Uma vez na Cidade da Música, será possível abrir o mapa para entender a própria localização saber como seguir para cada atrativo. O aplicativo permite, ainda, que o usuário crie uma agenda personalizada para não perder nenhuma programação do The Town, além de comprar chope antecipado em uma ação inédita com a Heineken. A dica da organização é já fazer o download do aplicativo The Town para organizar. Trens e metrôs vão funcionar 24 horas. Ônibus The Town Express terá sete pontos de embarque na cidade Uma operação inovadora de mobilidade foi proposta exclusivamente para os dias de festival, no entorno do Autódromo de Interlagos e também com funcionamento de linhas de trem e metrô 24 horas. Serão feitos bloqueios de ruas de uma forma inédita, garantindo maior segurança do público para a chegada aos portões de acesso, assim como para os moradores da região. Por conta desses bloqueios, a organização destaca que a melhor maneira do público geral chegar ao The Town será por meio dos trens, com desembarque na “Estação Autódromo”, que fica a menos de 700 metros de distância do portão de acesso, equivalente a 8 minutos de caminhada até a entrada – passando por acessos e percursos já dentro do Autódromo, pensados para que o fã já tenha atrativos assim que atravessar as catracas. Também haverá a linha de ônibus oficial do The Town, com saídas de sete pontos de embarque em diferentes locais, com saídas a cada 20 minutos e desembarque a 300 metros do portão de entrada da Cidade da Música. Pela primeira vez um festival realizado na cidade vai garantir o funcionamento 24 horas de toda a rede de metrô e trens de São Paulo. A partir da 00h00, durante os cinco dias de The Town, apenas a Estação Autódromo permanece aberta para embarque do público – sendo assim, todas as restantes funcionarão apenas para desembarque. Desta forma, o público não precisa se preocupar com a volta para casa, podendo aproveitar o festival até o fim e sair com segurança da Cidade da Música. Quem optar apenas pelo uso do serviço regular 24h poderá adquirir as passagens de ida e volta nas bilheterias físicas e nos demais canais oficiais do Bilhete Único e TOP até os dias de festival. As principais estações das linhas 4, 5, 8 e 9 oferecerão conexões com táxi e transporte por aplicativo durante todo o período de funcionamento. Além disso, algumas das estações terão disponíveis uma rede de estacionamentos integrados para ônibus fretados, vans e automóveis. Outra novidade é a parceria pioneira com a ViaQuatro, ViaMobilidade Linha 5 e ViaMobilidade Linhas 8 e 9. Quem for ao The Town, além de poder utilizar as linhas 4, 5, 8 e 9 por 24h, terá alguns serviços especiais a disposição: a parceria prevê trens expresso para a ida e semiexpresso na ida e na volta do Autódromo. As passagens para os serviços especiais podem ser adquiridas apenas antecipadamente, através do site https://www.passaporte.viamobilidade.com.br. Os passaportes expressos custam a partir de R$ 40, enquanto os semiexpressos têm preços a partir de R$ 15. Os valores contemplam os bilhetes de ida e volta. No momento da compra, será preciso escolher um dos serviços especiais, selecionando o horário de embarque e a estação de preferência. No dia do festival, as pessoas deverão apresentar o código da passagem para realizar o embarque e a validação para essas mobilidades será separada do serviço regular, por meio de QRCode. Os caminhos até a plataforma de embarque serão sinalizados e orientados por agentes das estações especialmente treinados, em áreas designadas nas plataformas das estações selecionadas, não interferindo no embarque dos passageiros dos serviços regulares. Na volta, o expresso e semiexpresso serão unificados em um único serviço especial, possibilitando ainda que usuários possam desembarcar em estações diferentes daquelas usadas para seu embarque na ida ao evento. O código deverá ser apresentado na estação Autódromo para que todos retornem em segurança. Outra forma de chegar à Cidade da Música é o serviço de ônibus oficial do The Town, que terá sete pontos de embarque em diferentes locais, com saídas a cada 20 minutos e desembarque a 300 metros do portão de entrada da Cidade da Música. Os valores das passagens de ida e volta custam entre R$ 10 e R$ 50, de acordo com o ponto de embarque escolhido, e os bilhetes já podem ser comprados por meio do site: https://www.ingresse.com/the-town-express-oficial. O ônibus oficial do The Town, operada pela empresa RAAR, terá linhas expressas, ou seja, sem paradas no caminho, com 100% da frota adaptada para PDC. A compra da passagem é com horário pretendido, mas não obrigatório, sendo possível embarcar em um horário diferente do sinalizado. O bilhete será identificado por um QR Code e, no momento do embarque, o passageiro recebe uma pulseira que garante a volta. As partidas para a Cidade da Música acontecem entre 10h e 20h, com saídas a cada 20 minutos, e em sete pontos diferentes: Terminal Parque Dom Pedro II (Av. do Exterior, s/nº - SÉ), Terminal Barra Funda (Avenida Mário de Andrade ,664. Barra Funda. Junto à estação Palmeiras -Barra Funda) , Aeroporto de Congonhas (Praça comandante Lineu Gomes - s/n ,vila congonhas - São Paulo), Morumbi Parque (Av. Major Sylvio de Magalhães Padilha, 16741 - Jardim Fonte do Morumbi), Terminal Vila Yara (V. dos Autonomistas, 500 - Vila Yara, Osasco), Terminal Itaquera - Shopping/Metrô (Avenida Dr. Luís Aires, s/n°) e Terminal Penha (Av. Cangaíba, 130 – Cangaiba). Na saída da Cidade da Música, os ônibus estarão disponíveis para retorno a qualquer horário mediante a lotação do público. Todos os embarques serão encerrados e os veículos liberados mediante a capacidade máxima dos mesmos. O local de embarque será próximo do portão 9 do Autódromo de Interlagos, o mesmo do desembarque na chegada. Os passageiros receberão uma pulseira de identificação que será sua garantia de volta, portanto a mesma não pode ser violada. Ingressos para a primeira edição do The Town estão disponíveis para ativação no aplicativo Quentro As pessoas deverão baixar seu(s) ingresso(s) diretamente no seu smartphone utilizando o aplicativo Quentro, onde os ingressos ficarão salvos e poderão ser transferidos, se for o caso. O Quentro, único app de ingressos aceito no acesso ao festival, é compatível com os aparelhos Android e iOS. Além disso, o app conta com um alto nível de segurança, sendo anticópia, rastreável e muito fácil de utilizar. O QR Code é constantemente e automaticamente atualizado e não serão reconhecidos no acesso prints de tela e impressões. O app funciona de forma offline e não é necessário ter internet no telefone para acesso ao festival. O ingresso no Quentro já vem salvo com o nome de quem vai acessar o festival. Se a compra foi feita com intuito de presentear outra pessoa, ele é transferível através do próprio aplicativo informando o e-mail do recebedor. Após a transferência e aceite, o titular da compra não terá mais acesso ao ingresso transferido. Importante lembrar que a transferência só poderá ser realizada até às 23h do dia anterior do dia do show. Na entrada do festival, basta abrir o aplicativo Quentro e selecionar o ingresso referente à data em questão. Em seguida deverá posicionar a tela do seu celular com a parte do QR code de frente para o leitor da catraca. Após estes passos, o fã estará apto a entrar na Cidade da Música e aproveitar todas as experiências que o evento oferece. Cada ingresso digital só permitirá um único acesso às dependências do evento. Após o primeiro acesso, novas tentativas com o mesmo ingresso digital não serão autorizadas. Saiba mais sobre o ingresso digital, aqui. Com três dos cinco dias de festival já esgotados, público geral ainda pode adquirir ingressos para datas em que Post Malone e Maroon 5 são headliners do Skyline Os fãs do The Town já podem garantir seu lugar e entrar para a história do festival. Com os dias em que Post Malone e Maroon 5 ainda disponíveis para venda, o público pode adquirir ingressos por R$ 815 a inteira e R$ 407,50 a meia-entrada e sem a cobrança de taxas adicionais. Pode ser efetuada a compra de até 04 (quatro) ingressos por dia de festival por CPF, sendo no máximo 01 meia-entrada por dia, por CPF. Os clientes que adquirirem meia-entrada terão que inserir no próprio site todas as informações referentes ao documento que comprove tal condição, para posterior validação, assim como será necessário apresentá-lo no acesso à Cidade da Música, no dia do evento. O pagamento pode ser feito apenas por cartão de crédito. O valor pode ser parcelado em até 6 (seis) vezes sem juros. Já os clientes que efetuarem o pagamento com cartões de crédito Itaú, Credicard ou Iti podem parcelar a compra em até 8 (oito) vezes sem juros. 2 de setembro: Post Malone, Demi Lovato, Iggy Azalea, MC Cabelinho, MC Hariel, MC Ryan SP, Racionais MCs & Orquestra Sinfônica de Heliópolis, Criolo & Planet Hemp, Orochi & Azzy, Tasha e Tracie & Karol Conka, Teto, Caio Luccas, Kayblack, Urias, Esperanza Spalding, Hermeto Pascoal, São Paulo Big Band, Alma Thomas, Batekoo Aka Freshprincedabahia X Jujuzl X Kiara X Mirands, Tropkillaz “10 Anos”, Osgemeos, “Uma Experiência”, Deekapz X Vhoor Klean Vs Klap, Forro Red Light e o Baile Encanado (Com Mestre Nico, Ella Voa E Furmiga Dub). 3 de setembro: ESGOTADO 7 de setembro: Maroon 5, The Chainsmokers, Joss Stone, Ludmilla, Ne-Yo, Masego, Angelique Kidjo, Maria Rita, Marvvilla, Afrocidade, Larissa Luz, Hodari, Stanley Jordan, Ivan Lins, São Paulo Big Band, Paula Lima, Gop Tun vs 28room vs Diogo Strausz Live feat Julia Mestre, Shermanology, Kerri Chandler Live, Natasha Diggs Live Horn, L_cio Plants Live, Afterclapp x Shigara x Xaxim. 9 de setembro: ESGOTADO 10 de setembro: ESGOTADO The Town já nasce gigante Dos mesmos criadores do Rock in Rio, The Town estreia na grande metrópole no dia 2 de setembro de 2023, e segue durante os dias 3, 7, 9 e 10, no Autódromo de Interlagos, em uma área de 360 mil m2, que será totalmente renovada. O novo festival já se posiciona como um evento de grande relevância, não apenas para a capital paulista, como também para todo o Brasil. Com previsão para receber cerca de 500 mil pessoas em mais de 235 horas de música, a Cidade da Música contará com seis palcos, onde o público poderá imergir em novas e inesquecíveis experiências. Com cenografia inspirada em ícones da arquitetura paulistana e apresentando uma diversidade única de ritmo e união de tribos, The Town chega a São Paulo com apoio, força e empoderamento de gente grande. De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas, está previsto um impacto econômico de R$1.7 bilhão, o maior já visto na capital, além de gerar mais de 19 mil empregos diretos. Uma Cidade que não dorme: The Town oferece entretenimento para todos Com Post Malone, Maroon 5, Foo Fighters, Bruno Mars, Demi Lovato, Iggy Azalea, MC Cabelinho, MC Hariel, MC Ryan SP, Bebe Rexha, Alok, Luísa Sonza, The Chainsmokers, Joss Stone, Ludmilla, Yeah Yeah Yeahs, Garbage, Pitty, H.E.R., Kim Petras, Iza, Racionais & Orquestra Sinfônica Heliópolis, Criolo & Planet Hemp, Orochi & Azzy, Tasha e Tracie & Karol Conka, Seu Jorge, Leon Bridges, Ney Matogrosso, Matuê, NE-YO, Masego, Angélique Kidjo, Maria Rita, Wet Leg, Barão Vermelho convida Samuel Rosa, Detonautas, Terno Rei convida Fernanda Takai e Mahmundi, Jão, Gloria Groove, Pabllo Vittar convida Liniker e Jup do Bairro, Marina Sena canta Gal Costa, entre outros já confirmados no line-up, a nova Cidade da Música contará com espaços onde o público poderá usufruir da representação de elementos e locais emblemáticos da cidade. O palco Skyline é inspirado nos grandes prédios da cidade paulista e é nele que artistas do mundo inteiro irão compor as quatro atrações do dia. O palco The One, será onde a música vai além da música. Com grandes artistas e uma cenografia de tirar o fôlego, inspirada nos museus de arte de São Paulo, os mais de 30 telões de LED que compõe o palco se transformarão em uma verdadeira experiência imersiva, prometendo um show à parte e entregando uma incrível experiência para o público. O palco também vai promover grandes encontros, dar luz a artistas de renome e provocar debates e reflexões. Do Rio para São Paulo, o New Dance Order estará dedicado à música de pista, passando pelos gêneros house, techno, trance, bass e trap. Tão especial quanto os outros palcos, The Town também conta com a São Paulo Square, espaço inspirado na região em que a cidade foi fundada. Ali se reunirão alguns dos seus principais ícones históricos da arquitetura da cidade. O festival também traz também os antigos galpões das fábricas para o palco Factory. O espaço terá o mood da cultura urbana com performances de street dance e shows de trap, hip hop e rap. Também não poderia faltar um espaço gastronômico que traz toda a diversidade da culinária paulista — o Market Square e, para completar a experiência, o festival abrigará também a Área VIP, espaço climatizado com buffet assinado por renomado chef e bar exclusivo. Como num túnel do tempo, um dos locais mais encantadores e concorridos para cliques, selfies e totalmente “instagramável” do irmão carioca do The Town, o Rock in Rio, desembarca diretamente na Cidade da Música – a Rota 85. O espaço é dedicado ao ano que o Rock in Rio ganhou vida, 1985, e colocou o Brasil na rota dos shows internacionais, e estará em total sinergia com o The Town, que realiza sua primeira edição este ano. O novo e maior festival de São Paulo também terá o “The Town - O Musical”. A produção inédita e concebida exclusivamente pelo time criativo de The Town — um “Originals” — tomará conta de um enorme Domo de 50 metros de diâmetro na Cidade da Música. Com criação de Roberto Medina, direção musical de Zé Ricardo, o festival dá vida a um novo espetáculo, que tem roteiro e direção artística de Charles Möeller. No espetáculo, o público vai ver de perto a história de um músico do interior de São Paulo que, ao ver na TV o anúncio de um novo festival, decide fazer as malas e embarcar em uma jornada pessoal, cultural e artística que o leva pelos diferentes bairros, ruas e cenários da capital, explorando cada recanto e cada ritmo que compõem a diversidade cultural paulistana. Brinquedos gigantes e radicais estarão presentes na Cidade da Música, trazendo toda uma atmosfera mágica de parque de diversões para o local. Durante todos os dias do The Town, os fãs vão se divertir com a Roda Gigante, aproveitando a vista panorâmica da Cidade da Música; com o Megadrop e a Montanha Russa, as atrações mais emocionantes e divertidas do espaço; e com a Tirolesa, que vai passar na frente do Skyline, proporcionando uma visão privilegiada do palco.    Sobre a Rock World  A Rock World é a empresa criadora de experiências que nasceu do maior festival de música e entretenimento do mundo, o Rock in Rio. Com a missão de proporcionar experiências inesquecíveis através da música e do entretenimento, a marca tem como base de sua cultura corporativa a arte de sonhar, de fazer acontecer e inspirar as pessoas através da filosofia de construir um mundo melhor.        Hoje, além do Rock in Rio, a Rock World expandiu sua área de atuação para outros projetos de produção de experiências que abrangem diferentes áreas. No Live Entertaiment, a marca possui o The Town, o novo e maior festival de música, cultura e arte de São Paulo, que acontecerá no Autódromo de Interlagos, em setembro de 2023.  A partir de 2024 a Rock World assume, em parceria com a C3, a produção e operação do Lollapalooza no Brasil.      Na área de Conteúdo, o Rock in Rio Studios é o produto que reforça o DNA da companhia para a criação de conteúdos audiovisuais originais e o posicionamento no mercado como uma marca ainda mais poderosa e potente de comunicação. A Rock World também atua na produção de espetáculos originais, os Originals. O primeiro deles foi desenvolvido em 2022 para o Rock in Rio, o Uirapuru, e para 2023 lança o The Town O Musical.     E para a área de Educação, o Humanorama, o Rock in Rio Academy e o The Town Learning Journey buscam ativar a potência das pessoas para contribuir na construção de um mundo melhor. Ao ampliar sua atuação para tantos campos e diferentes negócios, a Rock World é hoje uma das maiores empresas de criação e produção de conteúdo proprietário de Live Experience no mundo. 



Comments


bottom of page