top of page
  • Foto do escritorKika Mesquita

Red Hot Chili Peppers chega ao topo da parada americana com o recém-lançado "Unlimited Love"


Foto: Reprodução/Divulgação

O Red Hot Chili Peppers acaba de chegar ao topo da parada americana com seu novo álbum, “Unlimited Love”, que estreou há uma semana. A última vez que a banda alcançou o primeiro lugar no ranking foi em 2006, com "Stadium Arcadium".

A parada Billboard 200 classifica os álbuns mais populares da semana nos EUA com base no consumo medido em unidades equivalentes ao álbum. A unidade equivalente ao álbum é uma unidade de medida na indústria da música para definir o consumo de música que é igual à compra de uma cópia do álbum. Esse consumo inclui download digital e streaming de músicas, além das vendas de álbuns tradicionais.

Unlimited Love marca o grande retorno do guitarrista John Frusciante ao grupo. O álbum foi produzido por Rick Rubin, que também trabalhou com a banda em "Blood Sugar Sex Magik" (1991), "Californication" (1999), "By The Way" (2002) e no já mencionado "Stadium Arcadium".

Sobre o novo disco, a banda declarou: "Nosso único objetivo é nos perdermos na música. Nós (John, Anthony, Chad e Flea) passamos milhares de horas, coletiva e individualmente, aprimorando nosso ofício para fazer o melhor álbum que pudéssemos. Nossas antenas estavam sintonizadas com o cosmos divino, estávamos muito gratos pela oportunidade de estar em estúdio juntos e, mais uma vez, tentar melhorar. Dias, semanas e meses ouvindo cada um, compondo, improvisando livremente e arranjando o fruto daquelas sessões com muito cuidado e propósito. Os sons, ritmos, vibrações, palavras e melodias nos deixaram extasiados”.

"Nós desejamos iluminar o mundo, elevar, conectar e unir as pessoas. Cada uma das músicas do nosso novo álbum 'Unlimited Love' é uma faceta nossa, refletindo nossa visão do universo. Nós trabalhamos, focamos e nos preparamos, para que quando a maior onda vier, estejamos prontos para surfá-la. O oceano nos presenteou com uma onda poderosa e esse disco é a viagem que é a soma de nossas vidas. Obrigado por estarem nos ouvindo, esperamos que gostem."

Frusciante disse: "Quando começamos a escrever o material, começamos tocando músicas antigas de pessoas como Johnny 'Guitar' Watson, The Kinks, The New York Dolls, Richard Barrett e outros. Muito gradualmente, começamos a trazer novas idéias e transformando jams em músicas, e depois de alguns meses o material novo era tudo o que estávamos tocando. A sensação de diversão sem esforço que tínhamos quando tocávamos músicas de outras pessoas ficou conosco o tempo todo em que estávamos escrevendo. Para mim, este disco representa nosso amor e fé um pelo outro."

댓글


bottom of page