top of page
  • Foto do escritorKika Mesquita

Há 36 anos, o Guns N' Roses assinava contrato com a Geffen Records


Foto: Reprodução

Em 25 de março de 1986, o Guns N' Roses assinava com a gravadora Geffen Records. Naquele dia, ninguém imaginava que apenas três anos depois, a banda se tornaria um dos maiores nomes do rock mundial. Muitos apostavam que a Geffen nem chegaria a recuperar o adiantamento inicial de 37 mil dólares que repassou aos músicos.

Segundo a biografia de Slash, o guitarrista imediatamente pegou sua parte e gastou “quase tudo em heroína”, assim como toda a banda – o vocalista Axl Rose, o guitarrista Izzy Stradlin, o baixista Duff McKagan e o baterista Stephen Adler.

A fama deles era de tanta loucura e drogas que nenhum empresário queria trabalhar como grupo. “Todas as empresas de gestão que eu conhecia recusaram”, disse em entrevista o executivo da gravadora, Tom Zutaut. “Eles achavam que a banda era incontrolável ​​porque acreditavam que todos os integrantes estavam viciados em heroína e que eram improdutivos e nunca entrariam em estúdio. Houve um período em que eles não tinham empresário. Eu estava gerenciando-os.”

Mas, ao contrário das especulações, a banda finalizou seu primeiro disco e, a partir de 21 de julho do ano seguinte, as coisas mudaram. O Guns N 'Roses lançou seu icônico álbum d estreia, “Appetite For Destruction”.

O disco foi lançado com pouca atenção popular em 1987 e somente no ano seguinte se tornou um enorme sucesso comercial, depois de uma turnê que tornou sucessos: "Welcome to the Jungle", "Paradise City" e " Sweet Child O’ Mine". O grupo liderou a Billboard 200 e Appetite for Destruction se tornou o álbum de estreia mais vendido de todos os tempos, bem como o décimo primeiro álbum mais vendido de todos os tempos nos Estados Unidos. Com mais de 30 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, é também um dos discos mais vendidos de todos os tempos.

Embora originalmente os críticos fossem ambivalentes em relação ao álbum, Appetite for Destruction recebeu aplausos retrospectivos e foi visto como um dos maiores álbuns de todos os tempos. O resto? É história.


Comments


bottom of page