top of page
  • Foto do escritorKika Mesquita

Dia Mundial do Rock: há 37 anos, acontecia o histórico festival Live Aid

Atualizado: 13 de jul. de 2022


Foto: Reprodução

Após assistir a uma reportagem sobre a fome na Etiópia, o músico Bob Geldof se juntou a Midge Ure, da banda Ultravox, na composição da música “Do They Know It’s Christmas?”. A dupla convidou vários artistas para participar da gravação do single, com o objetivo de reverter os lucros para o país africano.

A iniciativa se transformou no projeto Band Aid, que nasceu no final de 1984 e reuniu várias estrelas como Paul McCartney, Bono Vox, David Bowie, Sting, Phill Collins, James Taylor e mais.

A partir do sucesso do projeto, Geldof e Midge decidiram criar um ousado festival beneficente, que aconteceria simultaneamente na Inglaterra e Estados Unidos.

Assim, em 13 de julho de 1985, as maiores estrelas do rock se reuniam no histórico Live Aid, arrecadando 127 milhões de dólares com a intenção de aliviar a fome nos países africanos. As imagens de TV transmitidas para mais de 1,5 bilhão de pessoas em 160 países formaram a maior transmissão ao vivo já conhecida. Participaram do show: Paul McCartney, Phill Collins, The Who, U2, David Bowie e Mick Jagger, Tina Turner, The Cars, Neil Young, Tom Petty, Bob Dylan, Bryan Adams, Hall and Oates, Lionel Richie e Led Zeppelin.

Um momento marcante do festival foi a apresentação do Queen, particularmente do saudoso vocalista Freddie Mercury, que inesperadamente roubou a cena com uma performance forte e inesquecível de 20 minutos. Indo de "Bohemian Rhapsody" a "We Will Rock You" e terminando com "We Are the Champions", o Queen cativou o público com uma viagem através de seus sucessos, com Mercury no comando.

Em homenagem ao mega show, dia 13 de julho se tornou o Dia Internacional do Rock, data que é celebrada apenas no Brasil.

Assista à emocionante apresentação abaixo:


Comentarios


bottom of page