top of page
  • Foto do escritorKika Mesquita

Bruce Springsteen celebra os 40 anos de "Born in the U.S.A." com lançamento especial

bruce springsteen born in the usa music
Foto: Reprodução

Em 4 de junho de 1984, Bruce Springsteen lançou "Born in the U.S.A.", um de seus álbuns mais bem-sucedidos. Gravado com a The E Street Band, o álbum passou sete semanas no topo da Billboard 200 e gerou sete singles no top 10: a faixa-título, “Dancing in the Dark”, “Cover Me”, “Glory Days”, “I’m On Fire”, “I’m Goin’ Down” e “My Hometown”.


Na era da MTV, Springsteen lançou seus primeiros videoclipes para promover o álbum, começando com “Dancing in the Dark”, dirigido por Brian De Palma e estrelado por Courteney Cox antes de sua fama em Friends. Inicialmente hesitante com a ideia dos videoclipes, Springsteen permitiu que De Palma filmasse performances ao vivo, onde Cox foi convidada a subir ao palco para dançar com ele. O vídeo icônico apresentou Springsteen a uma nova audiência.


Craig Marks, coautor de "I Want My MTV: The Uncensored Story of the Music Revolution", destaca que o videoclipe ajudou a transformar Springsteen de um cantor/compositor com um público predominantemente masculino para um ícone global, atraindo adolescentes e mulheres através da MTV.


"Born in the U.S.A." vendeu mais de 30 milhões de cópias mundialmente, foi certificado 17 vezes Platina pela RIAA e entrou para o Grammy Hall of Fame em 2015. Para comemorar o aniversário do álbum, Springsteen vai lançar uma edição especial em vinil no dia 17 de junho.


Comentarios


bottom of page